Correntes e Engrenagens

Vendas

11 - 3992-3830 vendas@correntesttc.com.br
PRODUTOS INDUSTRIAIS

FABRICAÇÃO E IMPORTAÇÃO

11 3992-3830 - 3976-3708

separação

Variador de Velocidade PIV e DTP

separação
  • correntes para variador piv
  • correntes para variador dtp
  • disco cônico estriado
  • peças para variador piv
  • peças para variador dtp
  • manutenção em variadores
  • correntes para variador de velocidade piv
  • correntes para variador de velocidade dtp
  • correntes para variador de velocidade di tomasso e possata
  • Conserto de PIV DTP
  • Corrente Silenciosa Ramsey
  • Corrente de Laminas PIV
  • Corrente DTP PIV
  • Corrente PIV RB velocidade
  • Corrente PIV RB
  • Corrente PIV
  • Corrente Silenciosa
  • Corrente Variador de Velocidade
  • Disco Conico PIV DTP
  • Disco Conico PIV
  • Manutencao em PIV
  • Pecas para PIV
  • PIV DTP
  • Variador DTP
separação

PIV

Dentre vários variadores um se destacou, o PIV que significa Positive Infinitely Variable Transmission e é um desdobramento do IVT (Infinitely Variable Transmission), que é um tipo de CVT (Transmissão Continuamente Variável). Com uma velocidade de eixo de entrada constante, a corrente é movida radialmente em relação à entrada cônica e ou aos eixos de saída para gerar uma relação diferente de diâmetros de entrada para saída e, conseqüentemente, diferentes taxas de velocidade. Isso é deslizante e nos permite gerar uma combinação infinita de taxas de velocidade. A desvantagem é que a correia é incapaz de suportar cargas mais altas e está propensa a escorregar.

O PIV foi criado para resolver dos problemas que existiam nos modelos que usavam correias. Um PIV usa uma unidade de corrente e não escorrega e tem uma transmissão de acionamento infinito. A corrente é colocada entre dois pares de rodas que podem ser ranhuradas radialmente. O espaço entre um par de rodas é ajustável pelo parafuso de controle.

Se girarmos o parafuso de regulagem para fechar os braços, o par de rodas no eixo de entrada se aproximará enquanto o par de rodas no eixo de saída se abrir. Assim, a corrente é empurrada para cima no eixo de entrada enquanto se move em direção ao eixo no eixo de saída. Portanto, o diâmetro do eixo de entrada é maior que o diâmetro do eixo de saída e, para uma determinada velocidade de entrada, a velocidade angular de saída dispara. Soltar o parafuso de regualgem fará com que o diâmetro de entrada diminua, enquanto o diâmetro de saída aumentará, causando uma redução na velocidade angular de saída.

Esses variadores foram produzidos em vários países e aqui na TTC já nos deparamos com vários modelos de vários lugares tais como França, Alemanha, Japão, EUA e China e em todos os casos executamos manutenção e regulagem e quando é feita pela TTC o resultado é duradouro pois contamos com uma equipe especialista em variadores de velocidade de diversos modelos.

separação